Diesel passa a ter mistura de 10% de biodiesel e pode ter reajuste de preço

A mistura de biodiesel no óleo diesel passou para 10% nesta quinta-feira (1), podendo gerar impacto no preço do combustível. A previsão era de que acréscimos na mistura, até então de 8%, ocorressem apenas em 2019. A medida sofreu pressão da indústria da soja, que responde pela maior parte da matéria-prima - cerca de 80% - utilizada para a fabricação do biodiesel no Brasil.

Os produtores oferecem o biodiesel em leilões destinados a atender a demanda desta mistura obrigatória. No penúltimo leilão (a 58ª edição que garante o abastecimento de janeiro a fevereiro), o preço médio do litro de biodiesel saiu a R$ 2,4, sem considerar a margem Petrobras. Já no 59º Leilão (que atende o abastecimento de março a abril), o preço médio foi R$ 2,590 por litro, sem a margem da Petrobras.

De acordo com o Sindicato do Comércio Varejista de Derivados de Petróleo (Sindpetroleo), o reajuste nos preços dependerá do valor negociado. “Entender como funciona este mercado, é importante para que o consumidor final também compreenda que qualquer reajuste na composição do produto pode impactar nos preços nas bombas”, disse o diretor-executivo, Nelson Soares Junior. 

Com a nova mistura, o país também abre espaço para a redução das importações de óleo diesel, o que ajuda na balança comercial brasileira de derivados de petróleo. Outro argumento de defesa do biodiesel é o de que reduz as emissões de gás carbônico (CO2).   

Na Capital a média de preço combustível é de R$ 3,34, segundo levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo (ANP). O estudo leva em consideração 91 postos nas cidades de Alta Floresta, Cáceres, Cuiabá, Rondonópolis, Sorriso, Sinop e Várzea Grande, onde os números variam entre R$ 3,39 e R$ 4,15.

diesel

Fonte:https://www.noticiasagricolas.com.br/noticias/biocombustivel/209059-diesel-passa-a-ter-mistura-de-10-de-biodiesel-e-pode-ter-reajuste-de-preco.html#.WpldkWrwazc